Infancia inesquecível

Motivação

Motivação

Dois irmãozinhos de mãos dadas a olharem para a vida junto de seus pais, dão uma fugidinha de casa e vão fazer danações, saem à rua e ficam espreitando os acontecimentos que são muitos, mudanças, tratores a rebocar os carros encalhados na subida que é de barro, acham engraçado e ficam inebriados com a cena, um carro com correntes na roda e nem assim consegue sair do atoleiro, que fica em frente a casa deles, a mãe a gritar no portão para a hora do almoço, uma mesinha quadrada de madeira e cada um com seu prato , nesse dia é arroz e feijão com fígado e salada de alface, conversam, riem juntos, vão a escola, brigam com a irmã e ajudam a mãe nos afazeres domésticos.

Certo dia um deles de tão emocionado vendo a mudança de um amiguinho se sujou nas calças, eram tão ligados que o outro ficou com inveja e fez força até borrar as calças também, chegando em casa relataram o fato à mãe que os mandou lavarem as roupaz, mas eles enojados e com preguiça jogaram as roupas suja na rua, veio um cachorro e comeu os excrementos e as calças, a mãe na tentativa de educá-los os colocou sem roupas na janela para que se envergonhassem e da próxima vez obedecessem, o mais novo se pos em prantos, o maior nem ligou ficou brincando com suas partes intimas e a gargalhar, o pai ao chegar do trabalho vendo a situação os tirou da janela, fazendo-os prometer que tal situação não se repetiria.

Saudades maninhos, saudades grande demais e aquele dia da fuga, enquanto os irmãos maiores tomavam conta do pequeno ele se evaporou, veio a mãe querendo saber o paradeiro da criança e cadê criança que nada, evaporou, foi a maior gritaria se esgoelou toda.
– Mamãe ele estava aqui agora mesmo,
– Mas cadê então,
Sumiu, vizinhos foram chamados à auxiliar na busca, enquanto a mãe se descabelava toda os vizinhos se esforçavam e nada do menino aparecer, lá pelo fim da tarde vem um amigo a trazer o garoto pela mão, então a mãe abraça o menino e da-lhe pancada, pancada nos três, nos maiores porque não olharam e no menor porque sumiu, só então foi pedida explicação do sumiço, e o menino conta que vendo o bananeiro passar com a carroça puchada pela égua ao lado o potrinho ele se entusiasmou e foi atraz a olhar, quando viu que tinha se afastado de casa tentou voltar, mas um cachorro o latiu, teve medo e fugiu, chegou a passar em frente a escola da irmã, mas o cachorro novamente o latiu e acabou se perdendo de vez, chorou, chamou a mamãe e nada até aparecer o amigo e o trazer de volta pra casa, as crianças só não entendiam porque apanharam tanto, já que a mãe chorava e ao aparecer a criança de volta deveria ficar feliz, mas não, espancou as crianças.

Ao chegar o pai que havia trazido um brinquedo de montar, dessas pedrinhas que vão formando casas foi impedido de entregar, pois as crianças estavam de castigo, somente no dia seguinte foi permitido brincar, então já esquecidos do sufoco e da surra do dia anterior, fizeram a maior festa, cheios de felicidade com o brinquedo recebido, brincavam os três juntos, assim os dias passavam felizes, de uma infância inesquecível.

Anúncios

Sobre Nilza Rodrigues

Um ser em constante evolução, olhos no horizonte, cabeça nas estrelas, pé no chão, alguns empurrões ao abismo e venho fazendo a subida, ardua e longa, ainda me encontro enclausurada, mas chegará o dia que dele sairei gloriosa. Amante dos animais, natureza, humildes, grandes de alma, universo em evolução. Auto disciplina, estilo e humildade são meus caminhos na vida
Esse post foi publicado em Passatempos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s