Buraco negro

Alma gemea

Alma gemea

Uma vida de paixões,

Tudo é apaixonante,

Delirante, esfuziante,

A vida, os amores,

Desencontros,

Que são tantos,

E tantos,

 

Mas não me querem,

Um a um, partiram e me deixaram só,

O imaginário fértil tratou de resolver a questão,

Todos se reduziram a um,

Como num redemoinho gigantesco,

Rolaram abaixo transformando-se

Na alma gemea,

Almejada, sonhada com todas as forças,

Hoje povoa meus devaneios,

Inunda meus dias em puro extase,

Transmuta e vive o virtual

No real imaginário,

É tudo tão louco,

Tudo como se fosse no momento presente,

Tudo como se vivido hoje,

Como se o conhecesse sempre,

Como num tunel do tempo real,

Envolvidos por um buraco negro,

A expandir para o infinito,

Num amplexo sem nexo,

Que atualmente

Norteia minha existencia.

Sobre Nilza Rodrigues

Um ser em constante evolução, olhos no horizonte, cabeça nas estrelas, pé no chão, alguns empurrões ao abismo e venho fazendo a subida, ardua e longa, ainda me encontro enclausurada, mas chegará o dia que dele sairei gloriosa. Amante dos animais, natureza, humildes, grandes de alma, universo em evolução. Auto disciplina, estilo e humildade são meus caminhos na vida
Esse post foi publicado em Passatempos e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s